Teste já!

Controle dos Pais no YouTube: Proteja Suas Crianças

Entende como proteger o filho no YouTube

Todos os Tópicos

Conselhos & Dicas do Controle Parental
Rastreador do Celular
App de Bloqueador
Bloqueio de Web Conteúdo
Dicas de Monitoramento
Parentalidade iOS
Parentalidade Android
Localizador Familiar
Ferramentas de Controle Parental
Apps Familiares
Controle de Android Dispositivos
Filtros da Internet
Monitoramento de Crianças
editor image

Sep 16,2019 ? Arquivado em: Conselhos & Dicas do Controle Parental ? Soluções comprovadas

0

O YouTube foi uma verdadeira revolução na forma como vemos conteúdo. Seu começo foi explosivo, com vídeos amadores surgindo e modas de todos os tipos. Quem não lembra do Mentos fazendo a Coca virar um chafariz? Aos poucos os conteúdos foram melhorando de qualidade, produção e investimento e alcançando mais pessoas, inclusive o público infantil. E isso gerou uma necessidade: qual é o controle dos pais no YouTube?

Na televisão tem a indicação ao começo de todos os programas. Mas isso não existiu na internet por muito tempo ou era facilmente burlável. E o problema do YouTube é justamente o que faz ele ser um sucesso: dá para assistir vídeos toda hora, em qualquer lugar. Só pegar um celular, tablet, computador e acessar a plataforma.

Controle dos Pais no YouTube

E o YouTube tem de tudo. Apesar do controle da plataforma ter melhorado bastante e ainda ter a criação do YouTube Kids, o acesso a vídeos impróprios é muito fácil.  Por isso é preciso ter um controle dos pais YouTube sobre os vídeos que as crianças estão assistindo.

Mais de 5 bilhões de vídeos são assistidos todos os dias, desde produções que mal vão conseguir 10 visualizações até vídeos de YouTubers que ganham milhões por mês. Felipe Neto, Whindersson Nunes e estrangeiros como yuya e Logan Paul tem legiões de seguidores que fazem atores de Hollywood terem inveja.

E muitos deles são crianças, que nativas digitais, crescem com o acesso a esse conteúdo sem fronteiras e barreiras. Se a geração que cresceu nos anos 80 tinha três canais de televisão, algumas revistas e filmes, a geração que cresce neste momento tem acesso a tudo por um aparelho que se carrega no bolso.

São muitas as estatísticas que provam como as crianças e o YouTube estão ligadas e os pequenos são o consumidor ideal para a plataforma. E os pais também sabem disso, tanto que 81% dos pais americanos usam o YouTube para achar conteúdo direcionado para seus filhos. A LEGO é a empresa com o canal mais popular na plataforma, com mais de 6 bilhões de views nos seus vídeos.

Lembra das estrelas mirins do cinema e televisão? O YouTube também as suas. Ryan Kaji, garoto de sete anos e estrela do Ryan ToysReview, ganha até 36,5 milhões de dólares por ano fazendo reviews de jogos.

Todo esse mundo incrível também gera problemas e desafios novos, especialmente para criar um controle dos pais youtube.

Controle dos Pais no YouTube

Os riscos que as crianças enfrentam no YouTube

Um dos Youtubers que citamos lá em cima teve que aprender isso na marra. Logan Paul, que tem crianças e adolescentes em peso entre seu público, foi junto com amigos para o Japão e visitou uma floresta que tinha a reputação sombria de ser um lugar de muitos suicídios. Ele filmou uma das vítimas e isso foi publicado na plataforma, que só retirou horas depois o conteúdo.

O controle dos pais Youtube até poderia ter impedido uma criança de ver isso, mas e se seu filho viu por amigos? E se ele pegou uma hora que estava sem companhia e deu de cara com esse vídeo?

O caso gerou muita polêmica, exigindo pedidos de desculpas de Paul, do Youtube e uma discussão acalorada sobre a responsabilidade do conteúdo postado. Entretanto, com conteúdo sendo postado a cada segundo que falamos, não há como o YouTube ter controle sobre tudo, assim como os pais não conseguem controlar as crianças a todo momento e filtrando tudo que elas veem.

Ciente do seu grande sucesso e do desafio que era oferecer conteúdo próprio para crianças e do enorme mercado que elas representam, a empresa do Google apresentou o YouTube Kids em 2015.

O controle dos pais YouTube ganhou uma ajuda de peso com a plataforma. Aos poucos o app foi chegando em outros idiomas, mais sistemas para se conectar – videogames, Smart TVs - e filtrando os vídeos para crianças de 12 ou menos anos.

Elsagate e o problema da filtragem

Entretanto logo explodiu o chamado Elsagate, em referência ao personagem do filme Frozen. Quando o sufixo gate é usado em inglês, quer dizer que um escândalo foi descoberto. O mais famoso e que colocou o termo na cabeça do grande público foi Watergate.

O que acontecia, neste caso, é que diversos canais produtores de conteúdo usavam animações e efeitos chamativos em suas imagens para chamar as pessoas a clicar no vídeo e assim atraíam crianças. Entretanto, o conteúdo dos vídeos era apelativo em diversos sentidos, trazendo violência, situações com carga sexual, fetiches, palavrões e muitas outras coisas que não são nada indicadas para crianças.  O controle dos pais YouTube mais uma vez se fez necessário.

Com um uso de palavras-chave que fazem referências a esse mundo das produções infantis e essas animações chamativas, os vídeos enganavam os algoritmos e chegavam até ao YouTube Kids, causando um verdadeiro estrago.

Controle dos Pais no YouTube

Em um deles, por exemplo, uma pessoa usando uma fantasia do personagem de desenhos Peppa Pig tinha seus dentes arrancados. Em outro vídeo, esse mesmo personagem queimava uma casa. O controle parental YouTube ligou as antenas e denunciou a estratégia, logo admitida pela grande mídia e a própria plataforma de vídeos.

O público-alvo de Peppa Pig é bastante mais novo que até o limite máximo do YouTube Kids – é para ser mostrado a crianças antes delas entrarem na escola -  e fazer um vídeo com Peppa Pig como palavra-chave e mostrar ações desse calibre são um perigo. A razão principal é que ele pode entrar automaticamente na lista de reprodução, depois de vídeos da produção britânica.

Por isso esses vídeos chegavam a um número de visualizações na casa dos milhões. Um canal que só fazia vídeos do gênero chegou a 1,7 bilhão de visualizações antes de sair do ar.

Apesar de toda a publicidade negativa, o que chegou a derrubar mais canais que usavam essa estratégia dúbia, ela ainda pode ser bem-sucedida, o que exige a maior atenção dos pais para impedir esse problema. E pouco impede que outras ações orquestradas para alcançar ainda mais público sejam bem-sucedidas. Não há como controlar toda essa produção e o YouTube admite isso seguidamente.

Ainda bem que agora há formas para ter maior controle dos pais YouTube para ficar mais tranquilo, afinal não há como vigiar as crianças 24h por dia, sete dias por semana. O app FamiSafe é um deles.

Como funciona o Famisafe para ajudar controle parental no Youtube

O Famisafe é um app de controle dos pais youtube Android e iOS. Ou seja, ele funciona nos dois maiores sistemas operacionais que existem, seja o do Google ou o da Apple, tanto em celulares como tablets.

O Famisafe apresenta-se como um app de Prevenção de Assédio virtual (Cyberbullying), Rastreamento de Localização, Bloqueio de Aplicativo, Filtragem da Web, Controle de Tempo na Tela e mais. Ou seja, ele é ideal porque serve para os pais ficarem realmente tranquilos usando a tecnologia para o bem.

No caso do Controle Parental YouTube você pode programar os apps para não mostrarem certos tipos de conteúdo, tendo facilidade para bloquear conteúdo nocivo seja no YouTube ou outros apps. Aqui você que estabelece as regras e não uma entidade interessada no assunto ou o governo. Então violência, comédia com temas sensíveis, conteúdo sexual, sites de jogos de azar, você pode bloquear tudo isso.

Isso pode ser feito de forma bastante fácil, bloqueando diretamente o acesso a certos sites ou aplicativos no aparelho que ele mais usa. Pode ser desde o celular dele ou um tablet usado por outras pessoas. Para desbloquear será necessário uma senha que só os pais podem terá acesso.

Além de controlar o conteúdo que seu filho ou filha veem, é possível fazer várias outras coisas com o Famisafe. Por exemplo, outro grande problema que ganhou destaque nos últimos anos foi o do cyberbullying. A exposição nas redes sociais muitas vezes pode afetar uma criança por ela estar sendo atacada por desconhecidos ou até pessoas de seu entorno. Com pais atentos ao que acontece nas redes, isso pode ser evitado, já que muitas vezes a vergonha em falar do assunto pode fazer a criança se fechar e não querer expor seu problema.

Os pais podem também ficar tranquilos no trabalho ou em casa por saber a localização de seus filhos. Seja porque eles estão na escola e você quer se certificar disso ou então saíram para um passeio, para ficar com amigos ou qualquer outro plano, você pode ter garantia disso ao olhar no aplicativo.

E, por fim, ainda dá para ter controle de quem fala com seu filho, impedindo o acesso a estranhos e limitar seu uso do celular, seja desligando ele automaticamente em certo horário ou impedir que ele exagere nos jogos e redes sociais em dias de escola.

Ou seja, estamos falando de um aplicativo que oferece uma série de funcionalidades sem ser difícil de usar. O processo para tê-lo no celular é feito em três passos. Instale o Famisafe seja baixando ele pela Google Play Store ou pela App Store da Apple.

Faça seu registro e configure os seus bloqueios e depois é só relaxar e ficar mais tranquilo que o conteúdo do seu filho será filtrado. O controle dos pais YouTube sempre é o mais eficiente e com o Famisafe ele é fácil de fazer.

editor image

Emanuela Souza

staff Editor

0 Comentário(s)