famisafe-square
Funcionalidades
Demo
Preços
Download
Login
Teste Agora

As Maneiras para Ajudar Alguém que Está Sofrendo Assédio Virtual

bullying na rede social

editor image

Aug 14,2019 • Publicado em: Impedir Bullying • Soluções Provadas

0

As redes sociais, e consequentemente a Internet como um todo, têm virado uma das forças mais potentes nos anos recentes. Com uma possibilidade infinda de meios de interação, a tendência é que seja fácil para pessoas mal-intencionadas de difundir o ódio e praticar bullying por estes canais. As redes sociais trazem benefícios consideráveis e bem conhecidos, mas com elas também vêm alguns desafios. Um destes é o desafio causado pelo bullying em redes sociais.

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

Por isso, no artigo de hoje vamos dar uma olhada nos meios que podem ser usados para impedir, ou até mesmo acabar com, o bullying em redes sociais.

Segunda parte: como acontece o bullying por redes sociais

O cyberbullying, ou bullying cibernético, é por definição o uso de tecnologias de redes sociais para assediar, ameaçar, intimidar ou ofender outra pessoa, ou para tentar prejudicar a percepção de seu caráter (sua reputação) online.

O bullying em redes sociais pode tomar muitas formas, tais como: o envio, por mensagens, tweets, posts ou outros meios, de mensagens maliciosas, ameaças de dano físico, textos grosseiros ou agressivos. Ele também pode consistir no roubo das informações da conta de alguém a fim de publicar dados pessoais que são compartilhados em sites ou redes sociais.

O bullying em redes sociais pode ser problemático por muitas razões, entre as quais temos:

  • Anonimidade do perpetrador, ou seja, a dificuldade em identificar os autores de bullying ou de imagens, vídeos, posts ou mensagens prejudiciais. Esta anonimidade dá uma certa segurança aos perpetradores, que graças a ela não têm que enfrentar suas vítimas face a face e podem esperar escapar à justiça.
  • Os efeitos psicológicos que o bullying cibernético pode causar em adolescentes e jovens, entre os quais se encontram acessos de ansiedade, depressão e baixa auto-estima. Em casos extremos, isso tudo pode levar ao suicídio.

Terceira parte: O que você pode fazer caso esteja sofrendo de bullying em redes sociais?

Já ficou muito claro o quanto o bullying nas redes online pode ser prejudicial e causar problemas permanentes.

Então resta a pergunta: o que pode ser feito a respeito?

A resposta é que há várias ações a serem tomadas se você for um adolescente ou jovem que esteja sofrendo de bullying em uma rede social.

  • A primeira coisa a fazer é falar com alguém. Contar os seus problemas para um adulto de confiança é algo que soa difícil de fazer, mas como diz o velho ditado, um problema compartilhado já está meio resolvido. Você pode ter vergonha, a princípio, e estar relutante em denunciar um bully. Pior ainda, se você não sabe a identidade do bully, pode ser difícil de abordar o assunto. No entanto, é extremamente recomendável que você compartilhe a questão com um adulto que possa ajudá-lo a encontrar um rumo de ação.
  • Também é aconselhável que você procure se distanciar, ainda que temporariamente, do site ou aplicativo onde o bullying está acontecendo. É igualmente importante não tomar decisões precipitadas em relação a responder ou reencaminhar quaisquer vídeos, imagens, posts ou mensagens perturbantes. É importante não responder a um bully de redes sociais com raiva, porque isso pode levar a ainda mais problemas. Também é recomendável que você não delete a evidência do bullying, uma vez que isso pode ser necessário para provar o seu caso em algumas eventualidades
  • O próximo passo é denunciar o bully. Sites de redes sociais tendem a levar a sério casos de posts crueis ou malvados, e sempre têm um botão disponível para denunciar tais casos de bullying. Os administradores do site da rede social em questão poderão em seguida decidir o que fazer, com opções tais como a remoção do conteúdo ofensivo, ou o bloqueio do acesso do bully ao seu perfil, ou ainda no bloqueio total da conta do bully. Você também pode bloquear você mesmo o bully na rede social.
  • Finalmente, como precaução, você deve sempre manter as suas imagens e vídeos particulares a salvo de pessoas que poderiam abusar deles ou colocá-los online a fim de prejudicá-lo.

O que um pai pode fazer em relação ao bullying de um filho?

O primeiro passo para combater o bullying de redes sociais é se dar conta de que ele existe. Para conseguir isso, é necessário estar próximo de seus filhos e ser observador em relação ao seu comportamento. Crianças que sofrem de bullying, podem, frequentemente, ter dificuldade em se manter longe das redes sociais onde o bullying está acontecendo. Por isso, é fundamental que o pai denuncie o bully ou limite o conteúdo prejudicial ao qual a criança ou jovem estiver sendo exposto.

Isso pode ser feito através de uma variedade de aplicativos disponíveis na Internet. Um deles é o FamiSafe: uma aplicação versátil de multi-plataformas que ajuda pais a controlar e monitorar o uso de celular de seus filhos, bem como o uso da Internet e de aplicativos ou sites específicos.

Ele contém funções tais como o rastreamento de localização, bloqueio de aplicativos, filtragem da internet, controle de tempo ligado e muito mais. Uma das funções mais notáveis é a detecção de mensagens suspeitas.

Neste artigo, você aprenderá como instalar o FamiSafe e utilizá-lo para detectar e impedir o bullying cibernético, bem como qualquer conteúdo impróprio e mesmo o uso excessivo do celular, entre outros vícios que podem acontecer em redes sociais, celulares ou na Internet. Para começar a proteger os seus filhos com o FamiSafe, siga os procedimentos descritos abaixo.

Primeiro passo: Crie uma conta no FamiSafe

Para isso basta acessar o site oficial do FamiSafe e seguir os passos simples e fáceis do processo de cadastro.

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

Segundo passo: Instale o aplicativo FamiSafe no celular da criança e no do pai

O aplicativo FamiSafe está disponível tanto em dispositivos Android quanto iOS. Para instalá-lo, você pode usar a Loja de Aplicativos Apple, caso esteja num dispositivo iOS, ou na Google Play Store, se estiver usando um dispositivo Android.

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

Terceiro passo: configure os celulares

Com o aplicativo já instalado no celular de seu filho, faça login na sua conta, identifique o celular como pertencendo à criança, e insira o nome e idade de seu filho.

É importante também conceder as permissões necessárias ao FamiSafe.

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

Dê acesso à localização e ative a administração do dispositivo, também.

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

No celular do pai:

Faça login na sua conta e selecione a identidade como sendo do pai. A seguir, conecte com o dispositivo de seu filho.

E pronto! A sua conta FamiSafe está configurada e pronta para ação!

Agora, para descobrir o que o seu filho está fazendo, basta fazer login ao site do FamiSafe ou ao aplicativo no seu celular, dirigir-se ao painel de controle e desfrutar da variedade de funções extremamente úteis que já foram enumeradas neste artigo. Com elas, você terá em mãos todas as ferramentas com as quais proteger o seu filho de problemas tais como o bullying, o acesso a conteúdos impróprios. Caso o seu filho esteja passando tempo demais no celular ou ficando viciado em certos aplicativos, o FamiSafe também poderá ajudar.

Para este artigo, no entanto, nosso foco é em como resolver problemas de bullying cibernético. E é aqui que entra a função de Mensagens Suspeitas do aplicativo FamiSafe.

A nova função do aplicativo FamiSafe, Mensagens Suspeitas, garante que pais não tenham que ficar se preocupando e se perguntando se os seus filhos estão sofrendo de bullying ou recebendo mensagens impróprias, as quais consistem uma das principais formas de que se valem os bullies para praticar a intimidação em redes sociais.

Para ativar a função Mensagens Suspeitas, basta seguir os passos a seguir:

    • Vá para o painel de controle do FamiSafe e clique em Mensagens Suspeitas

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

    • Você será encaminhado para a lista de Mensagens Suspeitas que o seu filho recebeu.
    • Clique no botão "Opções" e a seguir em "Base de Mensagens Suspeitas"

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

  • Aqui você verá uma série de diferentes possibilidades de mensagens prejudiciais que a função Mensagens Suspeitas identifica e lhe envia como notificação. Certifique-se de que a opção "Bullying" esteja ativada.

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

Outras opções incluem a denúncia de mensagens de teor sexual, violento, agressivo, ou que sejam relacionadas a drogas, conteúdo sexualmente sugestivo, religião, etnia, ou mensagens ameaçadoras ou suicidas.

O que fazer se alguém estiver sofrendo bullying em uma rede social

O fato de que cerca de metade dos adolescentes já foram vítimas de bullying cibernético em algum momento em suas vidas mostra uma tendência extremamente perturbante e que precisa ser restringida.

Então, se você descobrir que o seu filho está sofrendo de bullying, é importante levar isso a sério e abordar a questão com precaução, decisão e ponderação.

Proteger jovens e crianças da multidão de informações prejudiciais que flutuam pela Internet e que podem ser dirigidas a elas através das redes sociais é algo que pode e deve ser feito.

Também é importante conversar com as crianças sobre o bullying em redes sociais e sobre as consequências sérias que isso pode ter.

Outras precauções importantes, tais como não compartilhar nada particular através de mensagens de texto ou comunicação instantânea, manter informações pessoais em segurança e em lugares de difícil acesso — isso também é importante deixar claro.

Conclusão

O bullying em redes sociais é uma ameaça que faz parte da nova era de conexões e informações abundantes. As suas consequências são definitivas e de longo alcance, pelo que é importante proteger as crianças e jovens de bullies, seja onde for que estes se encontrem: seja na escola ou na Internet. Igualmente, caso você descubra que o seu próprio filho é um bully cibernético ou envia mensagens impróprias a seus colegas, é essencial não desconsiderar isso. É importante sentar-se para uma conversa calma e séria sobre as consequências de tais ações. Tudo bem considerado, o bullying em redes sociais é um problema que deve ser abordado a todos os custos, a fim de garantir o ambiente seguro que os nossos filhos merecem para crescer e se desenvolver.

editor image

Emanuela Souza

staff Editor

0 Comentário(s)